Relatório aponta que 129 jornalistas sofreram algum tipo de violência no país no ano 2014.

23 janeiro 2015

Relatório aponta que 129 jornalistas sofreram algum tipo de violência no país no ano 2014.

Maioria dos casos de violência contra jornalistas em 2014 ocorreu em manifestações.


Um relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), divulgado nesta quinta-feira, aponta que 129 jornalistas sofreram algum tipo de violência no Brasil em 2014. Segundo o documento, foram três assassinatos, um caso a mais do que os registrados em 2013.

De acordo com o portal G1 e a TV Globo, o relatório mostra que a maioria das mortes foi registrada no estado do Rio, com dois casos. Entre os casos está o do repórter cinematográfico Santiago Andrade, da TV Bandeirantes, morto após ser atingido por um explosivo, durante uma manifestação no Centro do Rio. 

Os dois réus, Caio Silva de Souza e Fábio Raposo vão a júri popular. O julgamento ainda não tem data marcada. A outra morte ocorreu em Miguel Pereira, município no Centro-Sul do estado. Em fevereiro do ano passado, Pedro Palma, dono e único repórter do jornal Panorama Regional foi assassinado com três tiros, na porta de sua casa. 

Ele fazia denúncias de corrupção, contra políticos do sul fluminense. A mulher do jornalista, Patrícia Palma, acompanhou a divulgação do relatório, na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no Centro do Rio. Ela cobrou justiça.


Cynthia Consultora

Cynthia Consultora

Polo Club São José de Mipibu

Polo Club São José de Mipibu

Farmácia Central

Farmácia Central

Vidraçaria Bom Jesus

Vidraçaria Bom Jesus

Madeireira Jatobá

Madeireira Jatobá

M2 Academia

M2 Academia

ads

ads

Ari Moto Peças

Ari Moto Peças

ads

ads

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

  • Copyright © 2017 - Digital Mipibu!
  • Todos os direitos reservados