Rio do Fogo, São Miguel do Gostoso e Pureza acusadas de ‘exportar’ suas grávidas

17 maio 2015

Rio do Fogo, São Miguel do Gostoso e Pureza acusadas de ‘exportar’ suas grávidas

Foto: Reprodução/Internet


Pureza, a 65 quilômetros de Natal, foi um dos 40 municípios do Rio Grande do Norte que não registrou ‘filhos’ em 2013. Entretanto, isso tem pouco a ver com a infertilidade das suas moradoras: no mesmo ano, 129 crianças nasceram de residentes da cidade. 

A aparente discrepância nos dados do Sistema Único de Saúde, SUS, porém, é explicada pela falta de assistência materno-infantil no interior do Estado com a ausência de recursos humanos nos hospitais regionais ou de maternidades e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para partos de alto e médio risco. A peregrinação das mães potiguares acaba na porta das maternidades da capital: naquele ano, dos 20.762 partos ocorridos em Natal, 8.922 eram de mães que não residiam na cidade. 

Rio do Fogo é um exemplo emblemático. O município pactuou 20 partos com Natal. Entretanto, em 2014 foram encaminhadas 102 parturientes para as maternidades da capital. O caso não é específico: de acordo com a Data SUS, entre 2009 e 2013, residentes do município deram a luz a 424 crianças. 

O sistema aponta, porém, que apenas seis bebês nasceram onde suas mães vivem. Os números se repetem com intensidade semelhante em cidades como São Miguel do Gostoso, Pureza, Poço Branco e Ielmo Marinho.





Via:  Tribuna do Norte

Cynthia Consultora

Cynthia Consultora

Polo Club São José de Mipibu

Polo Club São José de Mipibu

Farmácia Central

Farmácia Central

Vidraçaria Bom Jesus

Vidraçaria Bom Jesus

Madeireira Jatobá

Madeireira Jatobá

M2 Academia

M2 Academia

ads

ads

Ari Moto Peças

Ari Moto Peças

ads

ads

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

  • Copyright © 2017 - Digital Mipibu!
  • Todos os direitos reservados