.Fonoaudiologia do Walfredo Gurgel mantém funções motoras do paciente queimado

23 setembro 2016

.Fonoaudiologia do Walfredo Gurgel mantém funções motoras do paciente queimado



SESAP/ASSECOM
O serviço é ofertado para crianças e adultos em enfermarias e em UTIs
Um trabalho constante de exercícios físicos capazes de manter todas as funções da face e do pescoço em pacientes vítimas de queimaduras. A atuação do profissional de fonoaudiologia para o paciente que teve o corpo em contato com altas temperaturas, ou qualquer outro meio que cause abrasão grave, é tão importante para a recuperação do doente quanto o tratamento medicamentoso. No Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) conta com uma profissional para atender a estes casos e prevenir o surgimento das chamadas “sequelas funcionais”.

O serviço é ofertado para crianças e adultos em enfermarias e em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs). Para os pacientes de Tratamento Intensivo a assistência é prestada durante o banho com trocas de curativo no CTQ, como a drenagem linfática manual (para diminuição dos edemas). Para os internados em enfermarias, o trabalho ainda inclui a mobilização passiva com amplitude total de movimento na balneoterapia, com o paciente sob efeito de anestesia.

“O objetivo é manter os mesmos movimentos que o paciente tinha no dia que deu entrada no hospital, como a mastigação, a articulação e os movimentos da face e do pescoço”, explica a fonoaudióloga do CTQ, Andrea Damazio.

Ela relata que o trabalho tem início a partir de uma avaliação e, sendo detectada a necessidade de intervenção do serviço, a assistência já é iniciada de imediato. Geralmente, as intervenções são feitas em pacientes com queimaduras a partir de 2º grau superficial. A partir daí, os exercícios são prescritos de acordo com a necessidade de cada paciente. “Podemos trabalhar a mímica facial, a abertura oral, sobrearticulação, a hiperextensão cervical, fala, mastigação e deglutição, entre outros”, detalha.

O período de tratamento varia com outras especialidades que também cuidam do paciente. Para a fonoaudiologia, um queimado pode ficar de 10 dias a mais de três meses recebendo assistência especializada.

Ainda segundo Andrea, em casos mais graves, a evolução é mais lenta e quando não há a colaboração do paciente, a ocorrência de sequelas funcionais é inevitável. “Mais de 70% dos queimados que dão entrada no CTQ saem sem sequelas motoras. No entanto, cerca de 30% ainda não seguem as orientações de forma adequada. E isso vai, com certeza, comprometer seu retorno à rotina diária após a alta hospitalar”, alerta.

Outro trabalho desenvolvido pela fonoaudiologia no CTQ é o de orientação sobre os hábitos orais deletérios (chupar dedo, chupeta, roer unhas) e identificar se a criança tem atraso no desenvolvimento da fala.

O SETOR

O Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) é o único serviço de referência em todo o Rio Grande do Norte (RN) para o cuidado e o tratamento de pessoas vítimas de queimaduras. Sua equipe multidisciplinar conta ainda com fisioterapeuta, psicólogo e terapeuta ocupacional. Já o serviço de reabilitação do HMWG possui no total seis fonos (destas, uma para o CTQ).

Polo Club São José de Mipibu

Polo Club São José de Mipibu

Farmácia Central

Farmácia Central

Vidraçaria Bom Jesus

Vidraçaria Bom Jesus

Madeireira Jatobá

Madeireira Jatobá

M2 Academia

M2 Academia

ads

ads

Ari Moto Peças

Ari Moto Peças

ads

ads

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

  • Copyright © 2017 - Digital Mipibu!
  • Todos os direitos reservados